Geadas e frio intenso podem danificar os medidores de água e provocar desabastecimento
Publicado em 09/06/2017

A Sanepar faz uma alerta à população para que proteja seus hidrômetros nos dias de frio intenso. A queda das temperaturas e as geadas podem congelar a água dentro dos medidores de água e provocar o rompimento das tubulações que ficam expostas, causando a interrupção do abastecimento.
 
A sugestão é que os moradores cubram o relógio e os canos aparentes com caixas de papelão, pedaços de plástico, lonas, ou com outros tipos de material que impeçam o acúmulo de gelo.
 
Outra medida eficaz é fechar o registro de entrada de água à noite, para evitar o acúmulo e o congelamento da água dentro do equipamento e da tubulação. O gerente da Sanepar, Renato Mayer Bueno, diz que o material de proteção deve ser de fácil remoção. “O que for utilizado para evitar o congelamento da tubulação e dos equipamentos deve ser retirado assim que a temperatura subir ou na data prevista para a leitura da conta, para que o leiturista da Sanepar não tenha dificuldade no momento de fazer a leitura e entrega da conta”, completa.
 
OCORRÊNCIAS – No ano passado, foram registradas 600 ocorrências em todo o Estado. As regiões Centro-Sul, Sudoeste e Sul foram as que tiveram maior volume de casos. Em Palmas, 160 imóveis tiveram desabastecimento pelo rompimento das tubulações e cavaletes. Em General Carneiro foram registrados 143 casos.
 
TEMPO – O Simepar divulgou na manhã desta sexta-feira (09) que as temperaturas chegaram a 2,8º e que foi registrada chuva congelada em Palmas. A previsão é de ocorrência de geadas, de intensidade moderada a forte, neste sábado (10) e no domingo (11), nas regiões de Palmas, Pato Branco, Laranjeiras do Sul, Pitanga, Ponta Grossa, Castro, Ivaiporã e Telêmaco Borba. Ainda de acordo com o Simepar,  os termômetros podem marcar 3 graus negativos em Bituruna, Mangueirinha, Palmas, Pinhão, Candói e General Carneiro. Em Pato Branco, Mariópolis, Guarapuava, Mallet, Clevelândia, as temperaturas também ficarão abaixo de zero. Já em Castro, Rebouças, Telêmaco Borba, União da Vitória e Irati, a mínima prevista é de zero grau.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Sanepar.


Postado por: Celso Carnelutt
Fotos: Sanepar